Recent Posts

Muros antigos escolha 2012
Ficha Técnica
Muros antigos escolha 2012
  • Muros Antigos Alvarinho 2012
  • Cor amarelo-citrino intenso.
  • Aromas complexos e frutados, notas de frutos tropicais, melão e pêssego e um toque mineral. Bom volume de boca, fresco. Final com notas cítricas típicas da casta Alvarinho.
  • Designação Oficial D.O.C.
  • Região Vinhos Verdes
  • Notas de Prova - Cor amarelo-citrino intenso. Aromas complexos e frutados, notas de frutos tropicais, melão e pêssego e um toque mineral. Bom volume de boca, fresco. Final com notas cítricas típicas da casta Alvarinho.
  • Teor alcoólico 12.5 %vol
  • Longevidade (a contar do ano de colheita) 9 a 10 anos
  • Enólogo Anselmo Mendes
Muros de Melgaço
Ficha técnica
Muros de Melgaço
  • Muros de Melgaço
  • Cor amarelo-citrino intenso.
  • Aromas complexos e frutados, notas de frutos tropicais, melão e pêssego e um toque mineral. Bom volume de boca, fresco. Final com notas cítricas típicas da casta Alvarinho.
  • Designação Oficial D.O.C.
  • Região Vinhos Verdes
  • Notas de Prova - Cor amarelo-citrino intenso. Aromas complexos e frutados, notas de frutos tropicais, melão e pêssego e um toque mineral. Bom volume de boca, fresco. Final com notas cítricas típicas da casta Alvarinho.
  • Teor alcoólico 12.5 %vol
  • Longevidade (a contar do ano de colheita) 9 a 10 anos
  • Enólogo Anselmo Mendes
Muros Antigos Loureiro
Ficha Técnica
Muros Antigos Loureiro
  • Muros Antigos Loureiro 2013
  • Cor amarelo-citrino intenso.
  • AromasAromas cítricos e florais intensos..
  • Designação Oficial D.O.C.
  • Região Vinhos Verdes
  • Notas de Prova - Fresco, com final frutado e seco. Termina com o carácter forte da casta a flores e frutos cítricos
  • Teor alcoólico 12 %vol
  • Longevidade (a contar do ano de colheita) 7 anos
  • Enólogo Anselmo Mendes
MUROS ANTIGOS ALVARINHO 2012
Ficha Técnica
MUROS ANTIGOS ALVARINHO 2012
  • Muros Antigos Alvarinho 2012
  • Cor amarelo-citrino intenso.
  • Aromas complexos e frutados, notas de frutos tropicais, melão e pêssego e um toque mineral. Bom volume de boca, fresco. Final com notas cítricas típicas da casta Alvarinho.
  • Designação Oficial D.O.C.
  • Região Vinhos Verdes
  • Notas de Prova - Cor amarelo-citrino intenso. Aromas complexos e frutados, notas de frutos tropicais, melão e pêssego e um toque mineral. Bom volume de boca, fresco. Final com notas cítricas típicas da casta Alvarinho.
  • Teor alcoólico 12.5 %vol
  • Longevidade (a contar do ano de colheita) 9 a 10 anos
  • Enólogo Anselmo Mendes

Anselmo Mendes

Anselmo Mendes nasceu em Monção em 1962, formou-se em Agronomia em Lisboa em 1987, complementou os estudos em Enologia na Universidade Católica no Porto e Bordéus entre 1990 e 1995.

Trabalha em enologia desde 1988 fazendo vinhos com a sua assinatura no Douro, Vinhos Verdes, Dão e Alentejo.

Desde sempre estudou e experimentou a casta Alvarinho tendo nacional e internacionalmente o seu nome ligado ao Alvarinho.

Em 1998 é eleito Enólogo do Ano pela Revista de Vinhos.

Em 2010 é eleito Produtor do Ano pela Revista de Vinhos.

Os seus vinhos são frequentemente referidos pela imprensa mundial como grandes vinhos de forte carácter e personalidade.

Trabalhar como enólogo num país como Portugal é descobrir um universo rico e diverso e responder a um grande desafio: acrescentar ao melhor da natureza o conhecimento, a intuição e a tecnologia.

Dos Vinhos Verdes ao Alentejo, descendo pelo Douro e pelo Dão, com “saltos” aos Açores, Brasil e Argentina, Anselmo Mendes tem feito o seu percurso como enólogo cultivando uma paixão em cada região, conhecendo a expressão de cada terra e procurando enaltecer o seu melhor em cada vinho. Hoje, como consultor, conta com vários projetos de sucesso do norte a sul de Portugal e no estrangeiro.

• 1998 enólogo do ano pela Revista de Vinhos.

• “Um dos maiores enólogos portugueses”, segundo a Parker’s Wine Buyer’s Guide.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

O PRODUTOR

Foi com a casta Alvarinho em Monção e Melgaço, que Anselmo Mendes começou a produzir, em 1998.

A adega, na zona do Vale do Minho, é um espaço de experimentação e investigação, a partir de onde a paixão de Anselmo Mendes pelo vinho e pela região ganha forma e gosto. É um lugar de reinvenção, para fazer de cada vinho uma expressão da terra elevada à sua forma mais sublime, um traço cultural, um rasgo de carácter.

• 2010 produtor do ano pela Revista de Vinhos.

• 2012 produtor com a cotação máxima no Hugh Johnson‘s Pocket Wine Book.

• “O produtor mais inovador no Alvarinho”, segundo José Penin, o maior crítico espanhol de vinhos.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

CASTAS

Actualmente, é a partir de três castas e em três zonas da Região Demarcada dos Vinhos dos Verdes que desenvolve o seu trabalho como produtor: Alvarinho no Vale do Minho, Loureiro no Vale do Lima e Avesso no Vale do Douro.
Mas é Alvarinho a sua casta de eleição e aquela na qual tem investido mais tempo e dedicação, procurando tirar o máximo partido das suas características naturais e potencialidades.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

PRODUTOS DO ENÓLOGO

Muros Antigos Loureiro Escolha 2012

Tipo de Vinho – Vinho branco de uvas da casta Loureiro criadas no Vale do Rio Lima. Forte influência climática do Oceano Atlântico. Perfume de origem varietal muito original.
Pontos chave –  Curta maceração pelicular. Prensagem suave da uva inteira desengaçada. Clarificação a frio 48h. Fermentação longa a temperatura entre 12-16ºC. Estágio mínimo de 4 meses sobre borras finas.
Notas de prova – Aromas cítricos e florais intensos. Fresco, com final frutado e seco. Termina com o carácter forte da casta a flores e frutos cítricos.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Muros Antigos Alvarinho 2012

Tipo de Vinho – Vinho branco feito de uvas da casta Alvarinho exclusivamente produzidas em Monção e Melgaço.As vinhas são junto ao rio, a baixa altitude, e os solos são profundos com elevado teor de pedra rolada.O vinho tem complexidade, carácter vegetal, mineralidade e amargo próprio da casta Alvarinho.
Pontos chave – Desengace total.Curta maceração pelicular.Clarificação mediana feita pelo frio.Fermentção a velocidade constante entre 14-22ºC. Estágio mínimo de 4 meses sobre borras finas.
Notas de prova –Aromas cítricos, tropicais, mas com uma grande complexidade. Encorpado, boa estrutura e final amargo e seco próprio da casta Alvarinho.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Muros Melgaço Alvarinho 2012

Tipo de Vinho – Vinho branco feito de uvas da casta Alvarinho, exclusivamente produzidas em Melgaço. As vinhas são de encostas expostas a Sul, com elevada maturação e níveis altos de acidez. Fermenta e estagia em barricas de carvalho francês durante 6 meses.Hoje, a sua complexidade e excelência resultam de mais de 25 anos de estudo no alcance da perfeição. Ao longo destes anos tornou-se uma referência em Portugal pela sua elegância, classe e consistência.
Pontos chave – Criteriosa selecção das melhores parcelas expostas a Sul. Prensagem suave de uvas inteiras desengaçadas. Decantação ligeira do mosto. Fermentação em barricas com batonnage das borras totais durante 6 meses.
Notas de prova – Aromas complexos varietais da casta com madeira de qualidade discreta. Muito estruturado, com boa acidez e longo. Bastante mineral com notas de toranja próprias do Alvarinho.

TOP